METODOLOGIA

INSTITUTO MUSICAL IMKS – METODOLOGIA E FILOSOFIA DE ENSINO

METODOLOGIA

A metodologia é um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento e motivação do estudante.

Com base em duas décadas de experiência didática, o Instituto Musical IMKS desenvolveu um método dinâmico, que visa o entendimento dos assuntos abordados, sem “decorebas”, para que o aluno assimile e absorva todos os aspectos que envolvem o estudo da música. A filosofia de ensino é explicar de forma descomplicada e otimizar o tempo de estudo, fazendo com que o aluno, mesmo que não tenha muito tempo disponível, consiga desenvolver suas habilidades musicais de forma satisfatória em pouco espaço de tempo. O perfil musical do aluno é um ponto essencial, pois a aula é personalizada de acordo com o estilo musical que o aluno se identifica.

As aulas são individuais com duração de uma hora, totalmente personalizadas de acordo com o perfil e gosto musical de cada aluno.

Seguindo esse conceito, a equipe do IMKS dividiu os temas em três áreas de desenvolvimento:

- o Desenvolvimento intelectual – é a parte matemática e racional da música, desenvolvendo o hemisfério esquerdo do cérebro, onde são feitos cálculos, tabelas, fazendo com que o aluno possua toda a infra-estrutura necessária para entender todo o sistema em que a música é construída. Intervalos, campo harmônico, divisão rítmica são alguns dos assuntos abordados nessa área. Não é necessário estar com o instrumento, pode-se estudar no dia-a-dia, com vários exercícios mentais desenvolvidos para estudar sem o instrumento.

- o Desenvolvimento sensorial – a parte abstrata e subjetiva da música, o hemisfério direito do cérebro. Como tocar com feeling? Como tirar músicas de ouvido? Como faço para timbrar minha guitarra e regular meus pedais e amps? Como faço pra improvisar? Questões como criatividade, inspiração, apreciação musical, set up de equipamentos são abordadas nessa área, fazendo com que o aluno aguce sua sensibilidade musical.

- o Desenvolvimento físico – é o ato de tocar. Execução. Repertório. O lado “atleta” do músico. Nesse caso é necessário estar com instrumento. É o estudo da técnica e repertório. Lembre-se que a técnica é condicionamento físico. É melhor estudar técnica 20 minutos diariamente do que ficar sem pegar no instrumento durante a semana e passar o fim de semana inteiro tocando. É como uma pessoa sedentária que no final de semana quer fazer uma maratona. O repertório é a parte mais personalizada do curso, onde o aluno faz uma “lista de desejos” com as músicas que ele tem vontade de aprender e o professor seleciona por grau de dificuldade, tentando puxar o lado teórico e técnico para dentro da música. Dessa forma, o aprendizado fica mais sólido, pois o aluno irá associar determinado assunto teórico ou técnico com a música que ele gosta. No repertório o professor também insere músicas que estejam dentro do contexto e que tenham algum conteúdo didático interessante. Sempre respeitando o perfil musical de cada aluno.

A programação do curso não possui um tempo determinado, pois depende do tempo que cada aluno leva para assimilar as matérias, ao invés de ir “atropelando” as matérias sem se importar com o aprendizado profundo dos assuntos, porém o curso é dividido em níveis e assim que o aluno dominar todos os temas de cada nível, é feita uma avaliação.

Além do método exclusivo, também são utilizados diversos métodos consagrados, métodos importados, métodos de faculdades, além de vídeo aulas, backing tracks, aulas filmadas. Tudo filtrado e selecionado para que o aluno tenha acesso aos melhores materiais didáticos disponíveis.

FILOSOFIA DE ENSINO

Um dos pontos mais importantes é a socialização dos alunos através da música. Muitos estudantes possuem a ideia equivocada de que hoje é possível aprender sozinho, fazendo aulas on line ou baixando material na internet. A internet ajuda em muitos aspectos, mas nada substitui o professor e a aula presencial. Sem orientação, o aluno fica sabendo coisas avançadas, mas comete erros primários por não ter passado por toda a sequência correta dos assuntos. Aprender a empunhadura correta, erros de postura na guitarra, baixo ou bateria é impossível sem ser de forma presencial. Vários exercícios de técnica vocal também são impossíveis sem o professor e o aluno presentes na mesma sala.

Outra filosofia da escola é fazer com que o aluno não seja um “músico de quarto” que não toca pra ninguém. Por isso promovemos as audições (apresentações de alunos) nas melhores casas de show de São Paulo, como Café Piu Piu e Wild Horse para que o aluno tenha a experiência real de subir no palco, interagir com outros músicos, sentir a pressão sonora, o aplauso do público e principalmente, conhecer novos músicos e ter a oportunidade de montar uma banda de verdade.

Marque sua aula expermental grátis sem compromisso agora! (11) 2950-8462 ou por email clicando aqui